Menu de Navegação
Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge

Lisboa - Portugal

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Endereço

R. de Santa Cruz do Castelo, s/n

1100-129

Lisboa

Transportes

  • Ônibus (Autocarro): 37*
  • Metrô: Restauradores e Terreiro do Paço (Linha Azul)*
  • Bonde (Elétrico): 12E e 28E
  • Trem (Comboio): Lisboa – Rossio (Linha de Sintra)

* Para chegar ao castelo com metrô ou ônibus será necessário subir um pedaço a pé. Para pessoas com dificuldade de locomoção, o mais indicado é ir de carro até a entrada do castelo. Como nos arredores o estacionamento é bem complicado, a melhor alternativa é ir de táxi/uber ou algum serviço do gênero.

Horário de Funcionamento

  • Março a Outubro: 9h às 21h (última entrada às 19h30)
  • Novembro a Fevereiro: 9h às 18h (última entrada às 17h30)
  • Encerrado: 1 de Janeiro, 1 de Maio, 24/25/31 de Dezembro
  • Câmera Obscura: 10h às 17h20 (Sujeito a condições meteorológicas)

Bilhete

  • Individual: 8,50€
  • Idoso (a partir de 65 anos): 5€
  • Família:  20€ (2 adultos e 2 crianças menor que 18 anos)
  • Pessoas com deficiência: 5€

Forma de Pagamento

Dinheiro, Multibanco (Débito nacional), Crédito (Visa, Mastercard, American Express)

Acesso Gratuito

  • Crianças até 10 anos.
  • Residentes de Lisboa
  • Residentes em Portugal: Aos domingos e feriados entre 9h e 14h

 

Com mais de 10 séculos de história, o Castelo de São Jorge junta em um só lugar a história da conquista de Lisboa e um dos pontos com uma das vistas mais bonitas da cidade.

 

Castelo de São Jorge - Cod: PT_LI_CSJ_5951

 

História

Diferente dos demais monumentos em Lisboa, o Castelo de São Jorge não foi construído por portugueses, ela já existia quando Portugal foi fundado. Pouco sabe-se sobre a época desde sua construção, começamos a ter os registros histórico desde a época que o castelo estava sendo dominado pelos muçulmanos. Para eles essa fortificação era conhecida por alcáçova. Foi reconstruído como última opção de defesa para as elites da época, já que o palácio ficava nos arredores do antigo alcáçova e as casas da população de alta classe também. Enquanto estava em poder dos muçulmanos, o alcáçova sofreu reformas, foi ampliado e adaptados ao militarismo da época.

Em 1147, após uma tentativa frustrada e algumas semanas cercando o alcáçova, diz a lenda que Martim Moniz encontra uma das portas entreaberta e atravessa o próprio corpo para conseguir manter o vão da porta aberta até seus companheiros chegarem. Por esse motivo, D. Afonso Henriques e suas forças tiveram a possibilidade de invadir o alcáçova e conseguir a vitória. Essa porta é chamada de Porta Martim Moniz.

Após a conquista de D. Afonso Henriques, a Grande Mesquita de al-Ushbuna deu lugar para uma nova construção, a Catedral da Sé de Lisboa (também conhecida como Igreja de Santa Maria Maior). Todas as demais construções árabes foram adaptadas ao novo reino e o antigo alcáçova agora foi remodelado para se tornar um castelo e receber os novos residentes, sendo agora residência do Rei e sua corte.

 

Castelo de São Jorge - Cod: PT_LI_CSJ_6012

 

Em 1371, o rei D. João I determina que passe a se chamar Castelo de São Jorge. O castelo foi renomeado como uma comemoração por Portugal e Inglaterra terem assinado um pacto militar e político. São Jorge era o conhecido Santo Guerreiro que combateu um dragão, e por ser um santo venerado pelos dois países, foi escolhido como nome do castelo.

Durante os séculos XIV, XV e XVI, foi transformado em um paço real, recebendo pessoas ilustres, festas e aclamação aos Reis da época.

Em 1580, com a integração de Portugal à Coroa Espanhola, a família Real se mudam do Castelo de São Jorge dando lugar para que o espaço tenha uma função mais militar, que se estende até o século XX com essa finalidade.

Durante todo esse tempo, ocorrem renovações e reconstruções que acabam sobrepondo as ruínas mais antigas, até que na primeira metade do século XX se encontra em ruínas.

Entre 1938 e 1940, iniciou-se obras de restauro, achando traços do antigo castelo e do paço real. Após redescoberta toda sua história, passa por grandes obras de reconstrução, levantando os muros e torres. Atualmente, toda a característica medieval encontrada é consequência dessa reconstrução, e não da preservação desde a Idade Média.

 

Castelo de São Jorge - Cod: PT_LI_CSJ_7696

 

Estrutura

O castelo é formado por 6 principais áreas a serem visitadas:

  • Sítio Arqueológico
    Achados arqueológicos que contam um pouco da história do local. Os objetos resgatados de remontam 3 épocas significativas: as primeiras ocupações do local, a construção do castelo junto com a zona residencial presente nos arredores e a última residência real que foi destruída pelo terremoto de 1755
  • Exposição Permanente
    Coleção de artefatos arqueológicos que foram removidos da área do sítio para preservação e estudo. Com esses artefatos foi possível descobrir as variadas culturas que passaram por essa área e que fizeram parte do passado de Lisboa.
  • Câmera Obscura
    Câmara escura que permite ver Lisboa em tempo real. Isso é possível por causa do sistema ótico de lentes e espelhos que possibilitam essa visão da cidade em 360º.
  • Castelo (Castelejo)
    Área construída na época de domínio muçulmano. Atualmente com 11 torres, sendo as que ficam mais em destaque a Torre de Menagem, a Torre do Haver ou do Tombo, a Torre do Paço, a Torre da Cisterna e a Torre de São Lourenço. Na segunda área é possível encontrar vestígios de antigas construções e um reservatório de água. É possível ver também a Porta da Traição, que era por onde mensageiros secretos entravam e saiam em caso de necessidade.
  • Miradouro
    Por estar localizado em um dos pontos mais altos de Lisboa, o miradouro irá permitir uma bela panorâmica da cidade.
  • Vestígios do Antigo Paço Real da Alcáçova
    É possível encontrar vestígios da antiga residência real onde atualmente encontramos a Exposição Permanente, o Café do Castelo, o restaurante, o Jardim Romântico e os terraços. Na entrada da Exposição existe uma ilustração do Paço Real que é a mais fiel representação do que existia na região antes do terremoto.

 

Castelo de São Jorge - Cod: PT_LI_CSJ_5938

 

Curiosidades

  • Foi decretado como Monumento Nacional em 1910. Diversas investigações arqueológicas realizadas no final do século XX ajudaram a certificar o valor histórico do monumento.
  • O Castelo de São Jorge está localizado na colina mais alta do centro histórico.
  • É possível organizar uma festa infantil (De 6 a 12 anos) e recebe o nome de Aventuras no Castelo.
  • Os canhões ainda funcionam. Em 2016, em comemoração ao Dia dos Castelos, os canhões foram disparados com pólvora seca.

 

Castelo de São Jorge - Cod: PT_LI_CSJ_6003

 

Minha Opinião

Adorei o castelo, um espaço bem agradável e é possível ir com a família toda. Apesar de ter partes que pessoas com mobilidade reduzida e crianças muito pequenas teriam dificuldades, tem muita coisa para ser vista além disso e que pode ser usufruído por todos. Um dos pontos altos que é o mirante é um deles. Certamente é um dos lugares a ter como prioritário caso os dias em Lisboa sejam poucos.

 

Castelo de São Jorge - Cod: PT_LI_CSJ_P02

 

Galeria

Todas as fotos estão disponíveis para venda (digital ou impressa). Para maiores informações, entrar em contato.

 

PT/Lisboa - Castelo de Sao Jorge

error: Content is protected !!
0 Flares Facebook 0 Pin It Share 0 Twitter 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×